O crescimento do quadro técnico e os destaques individuais foram os trunfos do projeto do Instituto Cesar Cielo; agora começa a briga por vagas nas seleções

Atletas do Novos Cielos no Brasileiro Juvenil, em Aracaju - destaque para Felipe Rizzo (dir.)

Atletas do Novos Cielos no Brasileiro Juvenil, em Aracaju – destaque para Felipe Rizzo (dir.)

Em plena Copa do Mundo e perto das férias da garotada, o Novos Cielos, do núcleo do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP), em São Paulo, registra um balanço positivo do primeiro semestre de 2014. Títulos e pódios em competições importantes, como Brasileiros e Paulistas de categorias, fizeram Luiz Fernandes Barbosa, supervisor técnico do Novos Cielos, projeto do Instituto Cesar Cielo, comemorar o bom desempenho e a evolução dos atletas.

“O primeiro semestre foi como esperávamos. A equipe apresentou um volume de crescimento muito bom e em cada categoria temos dois ou três atletas que estão se destacando. Com um corpo técnico maior, a qualidade do treino melhorou e os destaques estão aparecendo e isso é bom porque faz com que tenhamos exemplos dentro do projeto. Essa é a maior vantagem”, observou Luiz.

Felipe Rizzo foi o destaque do Novos Cielos na categoria Juvenil. No Campeonato Paulista, o atleta, de 15 anos, conquistou o ouro nos 200 m borboleta (2min15s66). Na sequência, melhorou o tempo na mesma prova e garantiu a prata no Brasileiro Juvenil de Inverno/Troféu Arthur Sampaio Carepa de Natação, em Aracaju, com 2min14s60.

Brunno Suzuki, destaque da categoria Infantil

Brunno Suzuki, destaque da categoria Infantil

Na categoria infantil o destaque foi o nadador Brunno Suzuki, 13 anos, que venceu os 400 m medley, com 5min00s91, e ainda conquistou duas medalhas de prata, nos 200 m medley (2min22s39) e nos 1.500 m livre (17min14s89) no Campeonato Brasileiro Infantil de Inverno, em Recife (PE).

No Paulista, Brunno também levou o troféu de melhor índice técnico da categoria infantil I e 4 medalhas de ouro: nos 1.500 m livre (18min06s38), 200 m medley (2min23s74), 100 m borboleta (1min4s48) e nos 400 m livre, superando o recorde da competição, com 4min24s64.

Mary Ana Farina, outro destaque da categoria Infantil

Mary Ana Farina, outro destaque da categoria Infantil

Já na categoria Petiz, o destaque foi o Frederico Bianchi, de 11 anos, que conquistou 3 medalhas de bronze no Campeonato Paulista, em Sertãozinho. Nos 100 m livre (1min10s30), nos 400 m livre (5min22s93) e nos 100 m costas (1min20s04).

Entre as mulheres, Mary Ana Farina foi destaque na categoria Infantil. No Brasileiro, Mary Ana levou a medalha de prata nos 200 m costas (2min35s95) e de bronze nos 200 m medley (2min36s95). No Paulista, conquistou o bronze nos 100 m costas, com 1min11s69, e duas medalhas de prata, nos 100 m peito (1s21s44) e nos 200 m costas (2min38s34). O grupo feminino também teve Yasmin Lopes, da categoria Petiz, medalha de bronze nos 400 m livre (5min30s57), no Paulista.

Yasmin Lopes, medalhista de bronze no Paulista Petiz

Yasmin Lopes, medalhista de bronze no Paulista Petiz

Os treinadores que compõe a equipe técnica coordenada por Luiz Fernandes Barbosa, no núcleo Novos Cielos do Centro Olímpico, são Alexandre Indiani, Gustavo Huergo, Alan Souza, Tamara Rodrigues, Rodrigo Triviño, Rodrigo Mello, Eloisa Rodrigues Alves, Magda Dipaolo e Daniel Correa de Benedetti – a gestora do Instituto e do projeto é Flávia Cielo.

Para a segunda etapa da temporada, Luiz destaca que a preocupação será trabalhar por vagas nas seleções brasileiras das categorias. “Vamos trabalhar para chegar às competições com vários atletas em condições de ir ao pódio. O foco é ter todas as categorias mais fortes e brigando por troféus e pódios. ”

O Novos Cielos é uma parceria entre o Instituto Cesar Cielo, criado em 2010 pelo campeão olímpico e mundial, o governo federal, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, os patrocinadores Banco Volkswagen e Jasmine e a Prefeitura de São Paulo.