A mãe Cristina Teixeira Fernandes, de Luane e Igor, diz que Cesar Cielo, que aprendeu e começou a nadar na cidade onde nasceu, é uma inspiração para os pequenos do projeto

Cristina, Igor e Luane: Novos Cielos de Santa Bárbara D'Oeste

Cristina, Igor e Luane: Novos Cielos de Santa Bárbara D’Oeste

Luane Fernandes Micheleto, de 10 anos, começou no projeto Novos Cielos de Santa Bárbara D’Oeste desde o lançamento do núcleo, há um ano. Seu irmão, Igor Fernandes Micheleto, de 11 anos, veio há alguns meses. A mãe, Cristina Teixeira Fernandes, disse que os dois tiveram grande evolução na piscina e elogia a iniciativa do Instituto Cesar Cielo, dizendo que o campeão olímpico Cesar Cielo é o espelho para as crianças que sonham com um futuro bacana.

“Foi muito bom o contato com o Cielo. A Luane tirou foto com ele, apareceu na TV, ficou super orgulhosa. É muito bom ter o Cielo como espelho, ainda mais porque ele é da cidade. Eu sempre falo que ele começou exatamente como ela está começando, aqui, em Santa Bárbara”, conta Cristina.

Para o filho Igor, que estuda na EE José Domingues Rodrigues, no Jardim Esmeralda (está na sexta série), sempre falo para não se preocupar com a evolução da irmã que chegou antes no projeto. “Cada um vai no seu ritmo.”

“Primeiro foi a minha filha que começou, há um ano. Depois o Igor. Estou gostando muito, achando maravilhoso. Ele estava em casa, sem fazer esporte e a oportunidade é ótima. O projeto se preocupou em conciliar os horários dos dois e vejo a seriedade dos professores que está sendo fundamental, tanto para a Luane, que sempre teve aptidão, quanto para o Igor, que também aprendeu a nadar antes de chegar ao projeto, mas tinha medo.  Os dois estão se desenvolvendo bem”, relata Cristina Fernandes.

Luane domina os estilos e evoluiu muito em um ano. “Ela gostava da água, sabia brincar, mas está melhor a cada dia. Percebo a evolução, tanto de um quanto do outro. A criança que tem medo recebe auxílio direto do professor na piscina”, acrescenta a mãe de Luane e Igor.

O projeto é um exemplo de parceria para a formação esportiva entre o poder público, o clube, empresas privadas e um instituto. Criado e gerenciado pelo Instituto Cesar Cielo o projeto foi aprovado pela Lei Paulista de Incentivo ao Esporte do Governo de São Paulo, é desenvolvido na piscina do União Agrícola Barbarense, e no Ano I teve os patrocínios da Pirelli, Comgás, Usina Furlan e HTH, empresas que investem no Brasil pelo esporte. Para o segundo ano, o Novos Cielos dará as boas-vindas a um novo parceiro, a ArcelorMittal.

Igor estuda matemática, ao fim de sua aula, enquanto espera irmã

Igor estuda matemática, ao fim de sua aula, enquanto espera irmã