O campeão olímpico comemora o 2º núcleo do projeto, com 62 crianças e parceria com o União Agrícola Barbarense e patrocínio de Pirelli, Comgás, Usina Furlan e HTH

296341_648301_osv_8526__2300x1150_

Cesar Cielo e as crianças do Novos Cielos, no núcleo de Santa Bárbara D’Oeste

Santa Bárbara D’Oeste – Cesar Cielo, campeão olímpico e mundial, apresentou o núcleo dos Novos Cielos de Santa Bárbara D’Oeste, interior de São Paulo, cidade onde nasceu e começou na natação. Uma festa no União Agrícola Barbarense, nesta quarta-feira (12/10/2016), reuniu as 62 crianças do projeto, professores, pais, mães e patrocinadores. O evento também teve a presença do prefeito reeleito da cidade, Denis Andia, de representantes dos deputados estadual Cauê Macris e federal Vanderlei Macris.

Aprovado pela Lei Paulista de Incentivo ao Esporte, do governo do Estado, o núcleo do Novos Cielos de Santa Bárbara D’Oeste já está em funcionamento. É uma parceria com o União Agrícola Barbarense, patrocinado por Pirelli, Comgás, Usina Furlan e HTH, empresas que investem no Brasil pelo esporte. O Novos Cielos tem como objetivo promover a inclusão, a construção coletiva, a diversidade e a autonomia de crianças e jovens por meio da natação.

“Não espero, necessariamente, que daqui saia um campeão olímpico, mas espero poder ajudar da melhor forma possível, seja com uma bolsa no colégio ou em uma faculdade – em São Paulo, por exemplo, já conseguimos mandar três meninos para os Estados Unidos, com 100% de bolsa acadêmica. Se no passo a passo chegarmos a ter alguém que vá para uma Olimpíada a gente vai para cima, mas o principal é auxiliar no rumo da vida deles”, disse Cesar Cielo. O único campeão olímpico da natação brasileira, dono de 16 medalhas mundiais, recordista mundial dos 50 m e dos 100 m livre, Cielo confessou que era um “sonho” levar o projeto Novos Cielos para Santa Bárbara D’Oeste.

As 62 crianças estão divididas nas turmas de Iniciação, Aprendizado I, Aprendizado II e Avançado, de acordo com a avaliação feita por peneira. O técnico é o professor Reginaldo Alessandro Lopes. A equipe técnica é integrada por Fernando Henrique de Souza, assistente-técnico, Ísis de Oliveira Petri, estagiária, e Felipe de Lima Varoli, socorrista.

O núcleo de Santa Bárbara é o segundo do Estado de São Paulo. O outro grupo do Novos Cielos está no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, na capital. É uma parceria com a Prefeitura de São Paulo e aprovado pela Lei de Incentivo ao Esporte do Governo Federal.

“Tem sido bacana deixar essa parte que eu sempre tive, a vontade de mudar as coisas também fora da água, para a molecada aqui e a molecada lá no Centro Olímpico. Eu acompanho os projetos e tento explicar para eles o tempo todo que nadar rápido não é só ter técnica boa, é ser inteligente, organizado… Tem sido bacana trabalhar com a molecada, controlar o currículo escolar deles, ensinar o que eles podem fazer para ter uma vida melhor, ensinar o que é ter uma vida de campeão”, afirmou Cielo.

Explicou que o Instituto Cesar Cielo foi criado em 2010, a partir de experiência que teve nos Estados Unidos. “As medalhas conquistadas por um atleta, por mais bacanas que sejam… Você sempre olha para elas com orgulho, mas efetivamente não mudam muitas coisas. Então, nós pegamos o formato de uma Instituição dos Estados Unidos e trouxemos para cá. No primeiro momento a gente aprendeu porque não fazia ideia de como isso funcionava no Brasil. Minha mãe (Flávia Cielo) virou uma expert em projeto social. É uma oportunidade de fazer, uma alegria que isso traz para a gente e para eles. Deveria ser obrigatório para os grandes atletas.”

O Novos Cielos de Santa Bárbara D’Oeste é uma parceria entre o Instituto Cesar Cielo, criado em 2010 pelo campeão olímpico e mundial Cesar Cielo, o Governo do Estado de São Paulo, e os patrocinadores Pirelli, Comgás, Usina Furlan e HTH.