comissao-tecnica

Com mais professores é possível fazer um trabalho mais eficiente

O núcleo do Novos Cielos ampliou o seu quadro de profissionais para as categorias de 8 a 18 anos e as escolinhas: mais atenção a parte técnica e as competições

O núcleo do Novos Cielos do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP), em São Paulo, ampliou o seu quadro de professores. Agora, são nove os profissionais que atuam com 70 alunos, de 8 a 18 anos (novas turmas ainda vão formar as escolinhas de natação). Com esses professores, é possível fazer um trabalho mais eficiente em cada uma das faixas etárias em treinamento.

“São profissionais que estão motivados com o trabalho de formação. Com esse número de professores, podemos proporcionar um trabalho mais individualizado em cada categoria,  dividir melhor os alunos por faixa etária, dar mais atenção à parte técnica e participar de mais competições”, explica o professor Luiz Fernandes Barbosa, coordenador.

Luiz observa que o Novos Cielos também poderá ter espaço para mais crianças. “Podemos ter as escolinhas, estender o treinamento para mais crianças. O maior ganho, eu acho, será poder formar o atleta aqui dentro.”

“É muito bom ver tudo isso tomando forma, ver o projeto dando resultados. Na minha cabeça, desde o início, eu vejo o Novos Cielos como uma forma de eu e minha família devolvermos um pouco do que a natação me deu, dando uma oportunidade a esses garotos”, acentua Cesar Cielo, que nesta temporada conquistou o tricampeonato mundial dos 50 m livre para a natação brasileira, após mais um de seus treinos no COTP, ao lado dos garotos do Novos Cielos.

Imagens: (Contrapé/Divulgação)