Stephan Steverink, do Infantil 1, integra a equipe do projeto do campeão olímpico Cesar Cielo, e foi destaque com ouro e o recorde brasileiro Infantil 1 nos 200 m peito (2min29s34), mais quatro medalhas de ouro, Troféu Eficiência e o melhor Índice Técnico; ao todo o grupo conquistou 16 medalhas (7 de ouro, 6 de prata e 3 de bronze) e ficou em terceiro na competição

O Novos Cielos, projeto desenvolvido em parceria com o Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP), vem obtendo resultados expressivos na categoria infantil, para nadadores de 13 e 14 anos. No total, o grupo formado por 11 nadadores trouxe 16 medalhas (7 de ouro, 6 de prata e 3 de bronze) do Campeonato Brasileiro Infantil de Verão, Troféu Maurício Bekenn, disputado na piscina do Grêmio Náutico União, em Porto Alegre (RS), em novembro de 2017. O Novos Cielos/Centro Olímpico somou 211,50 pontos e ficou com a terceira colocação no torneio (atrás de Curitibano, com 324, e Corinthians, com 281,50).

Os resultados do projeto Novos Cielos na piscina são a comprovação de que o trabalho esportivo feito com direcionamento técnico, por profissionais capacitados, em estrutura adequada e de forma continuada, rende frutos. E o trabalho tem o apoio de Atlas Schindler, HTH, Mattos Filho, Sabemi Seguradora e SporTV, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.

O destaque do Brasileiro Infantil foi Stephan Alexander de Freitas Steverink quebrou o recorde brasileiro nos 200 m peito (2min29s34), nas eliminatórias, e na final levou o ouro (2m32s98). Foi ao pódio em dobradinha com Theo Beraldi, também do Instituto Cesar Cielo (ICC), medalha de prata (2min33s7). Sthephan ainda conquistou mais quatro ouros – nos 1.500 m (16:42.96), nos 400 m medley (4:44.86) e nos 200 m borboleta (2:16.32), em provas individuais, e com o revezamento 4×200 m livre. Com a performance levou o Troféu Eficiência e ficou com o melhor Índice Técnico da categoria Infantil I.

Stephan, que treina com o técnico Eric Sona no Novos Cielos/Centro Olímpico, nadou os 200 m peito seis vezes na vida e sua melhor marca até então era 2:33.68, do Campeonato Paulista. Tem 13 anos. Tomou contato com a natação aos 3 anos e começou a aperfeiçoar o seu nado na Academia Ceme. Chegou no Centro Olímpico com 9 anos e está no projeto Novos Cielos desde o início – passou pelas categorias Mirim 2, Petiz 1 e 2, e Infantil 1. “Eu aprendi e melhorei as técnicas dos nados, aprendi como é fazer as provas, eu tive mais experiência de como são as competições”, diz o atleta. É técnico e tem consciência de que evoluiu nos estilos “e em termos de cabeça também”. “Os técnicos são bem rígidos e, com isto, estou evoluindo muito”, completa Stephan, que cursa o oitavo do Colégio Maria Imaculada. O pai de Stephan é holandês e junto com o irmão Bernardus Alphonsus Steverink vai disputar o Campeonato Holandês, em dezembro, com o PSG Eidenhoven.

Mas o Novos Cielos teve ainda outros destaques no Brasileiro, como a conquista em equipe do revezamento 4×200 m livre – com Mateus Assunção, Murilo Cesaro, Lucas Yonehara e Stephan Steverink ganhou o revezamento 4×200 m livre. Mateus Assunção, Infantil 2, ainda ficou com a prata nos 200 m borboleta e o bronze nos 200 m livre. Outro integrante do revezamento, Murilo Cesari levou prata  nos 400 m medley. Yasmin Viana Lopes foi o destaque feminino do Novos Cielos, com duas medalhas de ouro, nos 100 m e 200 m do estilo borboleta, prata nos 400 m medley e bronze nos 200 m medley.

No último Paulista de Inverno, em junho de 2017, Stephan levou ouro e recorde do campeonato nos 200 m borboleta (2min20s14); ouro e recorde do campeonato nos 200 m peito (2min34s49); ouro nos 400 m medley (4min57s83), com recorde do campeonato; prata nos 1.500 m livre (17min09s22). Os Novos Cielos foram muito bem naquela competição, com o 2º lugar na classificação geral e 34 medalhas (18 de ouro, 10 de prata e 6 de bronze), somando 716 pontos, atrás do Corinthians e na frente do Sesi, grupos mais antigos.

As medalhas do Novos Cielos no Brasileiro Infantil de Verão:
– Stephan Steverink, Infantil 1 – Ouro nos 200 m peito (2:32.98), Ouro nos 1.500 m (16:42.96), Ouro nos 400 m medley (4:44.86) e Ouro nos 200 m borboleta (2:16.32);
– Theo Beraldi, Infantil 1, prata nos 200 m peito (2:33.76);
– Gabriel Filipi Santos, Infantil 1, prata nos 200 m borboleta (2:19.60);
– Mateus Assunção, Infantil 2, Prata nos 200 m borboleta (2:05.21) e Bronze nos 200 m livre (2:00.39);
– Yasmin Viana Lopes, Infantil 2, Ouro nos 100 m borboleta (1:04.11), Ouro nos 200 m borboleta (2:22.74), Prata nos 400 m medley (5:07.82) e Bronze nos 200 m medley (2:26.72);
– Murilo Modena Cesaro, Infantil 2, Prata nos 400 m medley (4:54.82);
– Frederico Colloca Bianchi, Infantil 2, Prata nos 200 m costas (1:13.96);
– Ana Carolina Guerreiro, Infantil 1, Bronze nos 200 m borboleta (2:37.75);
– Revezamento 4×200 m livre, Ouro (8:17.00), com Mateus Assunção, Murilo Cesaro, Lucas Yonehara e Stephan Steverink.

Para o núcleo do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, o Novos Cielos – Ano IV, é uma parceria entre o Instituto Cesar Cielo, o governo federal – por meio da Lei de Incentivo ao Esporte -, a Prefeitura de São Paulo e os patrocinadores Atlas Schindler, HTH, Mattos Filho, Sabemi Seguradora e SporTV.

Stephan Steverink, quatro medalhas, 3 de ouro e uma de prata, no Paulista

Do Novos Cielos, Stephan Steverink leva cinco medalhas de ouro, índice técnico e troféu de atleta eficiente no Brasileiro Infantil