A nadadora, de 16 anos, do núcleo do Instituto Cesar Cielo no Centro Olímpico de São Paulo, estará na competição de Budapeste (HUN), de 20 a 25 de abril

Natália Amano e o técnico Luiz Fernandes Barbosa: Novos Cielos/COTP

Natália Amano e o técnico Luiz Fernandes Barbosa: Novos Cielos/COTP

Natália Amano, nadadora do Novos Cielos/Centro Olímpico, disputa o Mundial Escolar de Natação de Budapeste, na Hungria (de 20 a 25 de abril de 2017), com a expectativa de melhorar os seus tempos pessoais nas provas do estilo costas, em que é especialista (31 s, nos 50 m, e 1min06, nos 100 m). Natália ainda vai nadar os 200 m livre.

Natália Amano tem 16 anos, 55 Kg e 1,63 m, é especialista no estilo costas – sua melhor marca nos 200 m costas é 2min22s, do Maria Lenk de 2016, obtida na piscina do parque olímpico dos Jogos do Rio (no Mundial, a distância não será disputada). Começou a nadar bem pequena e aos 6 anos treinava numa academia em Guarulhos e competia como polo formador do Corinthians. Em 2016, chegou ao núcleo do Novos Cielos do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP).

É aluna do Colégio Amorim, escola do Bairro Tatuapé, em São Paulo, onde cursa o terceiro ano do ensino médio. Concilia treinos e estudos. “Eu estudo à noite, treino de manhã, dobro o treinamento nas segundas, quartas e sextas, de terça e quinta tenho inglês, de terça psicóloga e de quinta RPG. Eu estudo em casa no fim de semana e sempre que eu tenho tempo livre”, conta Natália.

Quer cursas faculdade de Direito e nada bem. “Ligaram para minha mãe da escola e me avisaram que eu estava convocada pela CBDE (Confederação Brasileira de Desporto Escolar). Fiquei muito feliz. E o Luiz (treinador) também ficou feliz – disse que ia me preparar para eu nadar bem lá. Em 2014, fui para o Multinations, no Chipre, na categoria Infantil, e em 2015, fui para o Sul-Americano Juvenil de Lima, no Peru.”

Cielo é o espelho

Disse que “é muito bom” estar num grupo que convive e tem como espelho o campeão olímpico e recordista mundial Cesar Cielo. “Eu acho muito bom porque ele é campeão olímpico e sempre pode passar a experiência para a gente. Acho importante estar num projeto de um dos melhores atletas do Brasil. É um bom exemplo para a gente seguir.”

Luiz Fernandes Barbosa, supervisor técnico do Instituto Cesar Cielo e treinador das categorias Juvenil, Júnior e Sênior, disse que se Natália conseguir nadar essa competição para os melhores tempos dela ou baixar esses tempos vai ser muito bom para o restante da temporada.

“A sensação de ter uma atleta num Mundial é única por causa do trabalho. Sabemos quanto ela e todos os técnicos também se empenharam para ela chegar nesta seleção. Espelho para nossa garotada mais nova visualizar que pode chegar onde a Natália chegou. O Instituto Cesar Cielo oferece o suporte para isso, com técnicos, logística de competições e outras coisas. Este fato foi muito representativo”, ressalta Luiz.

O Novos Cielos é projeto aprovado pela Lei de Incentivo ao Esporte do Governo Federal e desenvolvido em parceria com o Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, AB Concessões, HTH, Mattos Filho, SporTV e Atlas Schindler.

OSV_6162

Natália Amano