A eficiência do trabalho continuado nas faixas etárias pode ser detectada na boa campanha feita pelo grupo no Paulista, no primeiro semestre de 2017: 2º no geral, com 716 pontos, e 34 medalhas 

_OSF2913 (1500x796)

Yasmin, Mateus e Stephan, juntos, ganharam 12 medalhas no Paulista de Inverno para os Novos Cielos/Centro Olímpico

Começa o trabalho do segundo semestre de 2017 do Novos Cielos, núcleo do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa do Instituto Cesar Cielo. E a campanha vitoriosa feita pela categoria Infantil 1 e 2 durante o Campeonato Paulista de Inverno (em junho de 2017) é a comprovação de que os resultados do trabalho já aparecem e são espelho para a temporada IV do projeto do ICC.

“O resultado que obtivemos foi inédito para o Centro Olímpico e o Instituto Cesar Cielo. Terminamos o campeonato em segundo lugar – nossa meta era estar entre os três -, mas o segundo foi excelente e, por diversas vezes, tivemos chance até em ser campeões. Atribuo também ao trabalho realizado pela Tamara, no Petiz. A categoria me passou ‘atletas prontos’, que se somaram aos que eu já tinha e o nosso time ficou muito forte. Isto mostra a importância do trabalho em conjunto de todas as categorias, desde o mirim até o júnior e sênior. Acho que estamos evoluindo cada vez mais, os técnicos estão conversando mais e se integrando para que esse trabalho conjunto se aperfeiçoe”, avalia Eric Sona, técnico da categoria Infantil.

O que dizem os nadadores

Yasmim Lopes aprendeu a nadar aos 2 anos. Aos 9 anos entrou no Centro Olímpico e passou pelas categorias Mirim 1 e 2, Petiz 1 e 2, infantil 1 e agora está no Infantil 2. “Senti que eu poderia nadar bem e pensar em resultados em 2016. Acho que eu amadureci bastante do Petiz para o Infantil. No Petiz 1 eu era muito infantil sabe? Eu só chorava e a Tamara foi amadurecendo a minha cabeça e agora estou mais preparada. Eu quero ser campeã brasileira. No ano passado, eu não fui campeã dos 200 m borboleta por muito pouco, perdi na chegada”, conta Yasmim, de 13 anos que estuda no Colégio Vital Brasil.

Yasmin Viana Lopes, quatro ouros no Paulista

Yasmin Viana Lopes, quatro ouros no Paulista

Mateus de Assunção está no Centro Olímpico desde 2012 e desde o início do projeto Novos Cielos. Não tem dúvida que fez sua melhor performance no último Paulista de Inverno. “No ano passado, venci os 100 m e os 200 m, estilo borboleta. Desta vez, ganhei as provas do nado livre também. Ganhei as quatro provas e bati um recorde. Me senti mais experiente. Aprendi aqui com a Tamara e o Eric.” Assim como os colegas passou pelas categorias Mirim 1 e 2, Petiz 1 e 2 e Infantil 1. “Aprendi técnica, disciplina e a competir. Antigamente, eu bagunçava muito, não me concentrava. Os professores pediram para eu ser mais concentrado e focado nos treinos e na competição”, relata Mateus que estuda no colégio José Dias da Silveira.

Mateus Assunção: quatro ouros no Paulista

Mateus Assunção: quatro ouros no Paulista

Stephan de Freitas Steverink tem 13 anos. Tomou contato com a natação aos 3 anos e começou a aperfeiçoar o seu nado na Academia Ceme. Chegou no Centro Olímpico com 9 anos e está no projeto Novos Cielos desde o início – passou pelas categorias Mirim 2, Petiz 1 e 2, e Infantil 1. “Eu aprendi e melhorei as técnicas dos nados, aprendi como é fazer as provas, eu tive mais experiência de como são as competições”, diz o atleta de 13 anos. Tem consciência de que evoluiu nos estilos “e em termos de cabeça eu também”. “Os técnicos são bem rígidos e, com isto, estou evoluindo, tanto que eu consegui três recordes no Paulista. Quero bater os recordes paulista em piscina de 25 m nas minhas provas e quero ser Campeonato Brasileiro. Estou no caminho, se eu continuar treinando”, completa Stephan que cursa o oitavo do Colégio Maria Imaculada.

Stephan Steverink, quatro medalhas, 3 de ouro e uma de prata, no Paulista

Stephan Steverink, quatro medalhas, 3 de ouro e uma de prata, no Paulista

 

Paulista de Inverno – Novos Cielos/Centro Olímpico

A Campanha

18 medalhas de ouro, 10 de prata e 6 de bronze

2º colocado no geral, com 716 pontos (depois do Corinthians, com 748 pontos, e na frente do Sesi, com 660 pontos)

Os destaques

Infantil 1

– Stephan Alexander de Freitas Steverink – Ouro e recorde do campeonato nos 200 m borboleta (2min20s14); ouro e recorde do campeonato nos 200 m peito (2min34s49); ouro nos 400 m medley (4min57s83), com recorde do campeonato; prata nos 1.500 m livre (17min09s22).

– Theo Beraldi – Ouro nos 100 m peito (1min15s50); prata nos 200 m peito (2min43s29);prata nos 400 m medley (5min22s56).

– Ana Carolina Lobo Guerreiro – Ouro nos 200 m borboleta (2min39s08); prata nos 200 m costas (2min35s96).

– Ana Clara Rodrigues da Mata – Prata nos 200 m peito (3min03s06); bronze nos 400 m medley (5min46s38).

– Fernanda Yumi Ishihara – Prata nos 200 m borboleta (2min51s35).

– Gabriel Filipi de Almeida dos Santos – Prata nos 200 m borboleta (2min26s89); bronze nos 400 m medley (5min23s89).

– Alan Nicholas Gomes – Bronze nos 200 m costas (2min31s17).

– Revezamento 4×100 m – Prata, com Stephan Stverink, Pedro Moura, Theo Beraldi e Alan Nicholas Gomes (4min02s33).

– Revezamento 4×100 m – Bronze, com Ana Clara da Mata, Fernanda Ishihara, Laura Campos e Ana Carolina Guerreiro (4min26s50).

– Revezamento 4×100 m medley –Ouro, com Alan Nicholas Gomes, Theo Beraldi, Stephan Steverink e Pedro Maia Moura (4min29s28).

Infantil 2

– Yasmin Viana Lopes – Ouro nos 200 m medley (2min24s95); ouro nos 400 m livre (4min36s54; ouro nos 200 m livre (2min12s28); ouro nos 100 m borboleta, com recorde do campeonato (1min04s37).

– Mateus de Assunção – Ouro nos 200 m borboleta, com recorde paulista (2min09s49); ouro nos 100 m borboleta (59s26); ouro nos 200 m livre (2min02s82); ouro nos 400 m livre (4min20s92).

– Frederico Colloca Bianchi – Ouro nos 100 m costas (1min02s62);  ouro nos 200 m costas (2min13s27); ouro nos 1.500 m livre (17min29s82).

– Murilo Modena Cesaro – Prata nos 200 m borboleta (2min23s86); bronze nos 200 m peito (2min38s25); ouro nos 400 m medley (5min00s96).

– Revezamento 4×100 m medley – Prata, com Frederico Bianchi, Murilo Cesaro, Mateus de Assunção e Lucas Yonehara (4min17s12).

O Novos Cielos/Centro Olímpico, projeto aprovado pela Lei de Incentivo ao Esporte, em parceria com Prefeitura de São Paulo, tem apoio, em seu Ano IV, de Atlas Schindler, Mattos Filho, HTH e Sabemi Seguradora, empresas que investem no Brasil também pelo esporte.