NOVOS CIELOS ANO 2 INICIA TEMPORADA COM MAIS ATLETAS, ESCOLINHA E BOLSA

O núcleo do Centro Olímpico, em São Paulo, tem 125 nadadores em todas as categorias de base: ‘O número de participantes aumentou e a qualidade do projeto também’, diz Cesar Cielo

 

Turma mirim: presença e apoio de familiares

São Paulo – Mais atletas e treinadores, a criação da escolinha para crianças de 6 a 8 anos, a permanência de nadadores que se destacaram em 2014 (nas categorias infantil, juvenil, júnior e sênior) com o incentivo de uma bolsa atleta que o Instituto Cesar Cielo criou marcam o Ano 2 do Novos Cielos/Centro Olímpico. E, com isso, a perspectiva de bons resultados nos Campeonatos Brasileiro e Paulista que virão em junho e julho. Em 2015, o projeto de formação tem a parceria do Instituto Cesar Cielo com os governos federal, através da Lei de Incentivo ao Esporte, e municipal de São Paulo, através do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP), e patrocinadores – SporTV, ab concessões, rumo all e hth.

Cesar Cielo: "Aumentou o número de nadadores e a qualidade"

Cesar Cielo: “Aumentou o número de nadadores e a qualidade”

“A cada ano a gente vê evolução em áreas que precisavam crescer em relação ao período anterior. Os profissionais envolvidos tem dado um feedback muito legal sobre a evolução do projeto e da molecada. O número de participantes aumentou e a qualidade do trabalho também. A gente vê evolução por todos os lados”, afirmou Cesar Cielo, que treina na piscina do Centro Olímpico, ao lado dos integrantes do Novos Cielos, quando está em São Paulo. Cielo compete pelo Minas Tênis Clube, é campeão olímpico e mundial. Define o Novos Cielos como oportunidade para crianças e jovens pela natação. “Esperamos que saiam campeões daqui, mas eles podem também ter a oportunidade de conseguir uma bolsa de estudos nadando.”

A criação da escolinha para crianças de 6 a 8 anos, que começou em abril e já reúne 29 alunos assistidos por duas professoras – a piscina ganhou plataforma para essa turminha e as técnicas entram na água – é uma das novidades do ano. “Temos aulas todos os dias e esse número de alunos vai crescer bem”, afirma Luiz Fernandes Barbosa, supervisor-técnico do Centro Olímpico/Novos Cielos. “Acho que a escolinha foi um ganho.”

O aumento do quadro de treinadores, a contratação de um preparador físico e a adoção de bolsas são diferenciais também para 2015. “Temos estrutura, pessoal e criamos dez bolsas para as categorias infantil, juvenil, júnior e sênior que ajudam os alunos e privilegiam o trabalho de base. O quadro técnico melhorou com a chegada de um preparador físico – são 12 profissionais.”

Luiz acha que os resultados do Brasileiro e Paulista das categorias Juvenil e Infantil e também do Paulista, nas categorias Petiz, Júnior e Sênior, nos meses de junho e julho, já vão refletir o trabalho que está em seu segundo ano e em evolução.

Para o núcleo do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, em 2015, o Novos Cielos – Ano II é uma parceria entre o Instituto Cesar Cielo, criado em 2010 pelo campeão olímpico, o governo federal (por meio da Lei de Incentivo ao Esporte), a Prefeitura de São Paulo e os patrocinadores SporTV, ab concessões, rumo all, hth e Maksen.

unnamed (8)

Cesar Cielo, com os treinadores do Centro Olímpico/Novos Cielos – Ano 2. “Obrigado pela confiança dos patrocinadores do projeto.”